domingo, 27 de agosto de 2017

ATIVIDADE DE PESQUISA - 3º ANO A e 3º B - 28/08/2017

CONHEÇA AS VITAMINAS ESSENCIAIS PARA SUA SAÚDE
As vitaminas são nutrientes importantes para o nosso organismo. São de extrema importância para o seu bom funcionamento, principalmente porque ajudam a evitar muitas doenças. Esse grupo de nutrientes orgânicos promove o bem-estar físico e mental. Como não são fabricadas pelo nosso corpo, precisamos saber quais suas funções e em quais alimentos encontrá-las. São ainda, classificadas em lipossolúveis e hidrossolúveis, de acordo com suas capacidades de se dissolverem em água ou óleo.
Vitaminas Lipossolúveis: possuem facilidade na absorção, transitam pelo sistema e são eliminadas pela urina. Logo, não são armazenadas, exceto a vitamina B12 que é retida no fígado. (são solúveis em gordura). Quais são? Vitaminas A, D, E, K.
Vitaminas Hidrossolúveis: nesse caso, o organismo utiliza o que necessita e elimina o excesso. (são solúveis em água). Quais são? Vitamina C e Vitaminas do complexo B.
A falta de vitaminas, ou avitaminose, é a carência de vitaminas no corpo causada pela má absorção do organismo ou pela falta de ingestão vitamínica em forma de alimento ou suplemento. As vitaminas são necessárias para o bom funcionamento do corpo humano e estão presente nos alimentos em geral, mas especialmente nas frutas e legumes.
A melhor maneira de consumir todas as vitaminas necessárias para o bom funcionamento do corpo é fazer uma alimentação saudável e variada, de preferência incluindo alimentos frescos e biológicos. A suplementação vitamínica com comprimidos também é uma alternativa para prevenir ou tratar a falta de vitaminas e suas consequências (embora o consumo de complexos vitamínicos não devam substituir uma boa alimentação, nem ser consumido sem orientação e supervisão médica).
Benefícios das Vitaminas
ü  Melhora a pele e mucosas.
ü  Age sobre o sistema nervoso, trabalhando o metabolismo dos açúcares, das gorduras e das proteínas.
ü  Fornece energia ao organismo.
ü  Melhora a oxigenação celular.
ü  Ajuda nos processos de cura e rejuvenescimento.
ü  Age nos glóbulos vermelhos, células nervosas, no equilíbrio hormonal e na beleza da pele.
ü  Age sobre o tecido conjuntivo, tem poder desintoxicante, combate o stress e também como antibiótico natural.
ü  Auxilia na cura de doenças e infecções.
Conheça cinco vitaminas fundamentais para boa saúde e funções do corpo:
Vitamina A
Se você quer praticar esportes, ter ossos saudáveis, enxergar perfeitamente, possuir um sorriso bonito, com dentes fortes e ainda proteger a sua pele dos radicais livres, tem que consumir vitamina A. Conhecida também como retinol, o nutriente é uma vitamina lipossolúvel essencial para a visão, e pode ser obtida através da alimentação saudável. Ela apresenta duas categorias: a de origem animal é encontrada em produtos como fígado, leite e derivados, ovo (gema) e peixe. Já a vegetal está presente no azeite de dendê, frutas e vegetais amarelos e laranjas (batata doce, abóbora, cenoura, manga), além das folhas verde escuras (alfafa, folhas de mostarda, bertalha, couve, brócolis, escarola, espinafre).
Vitamina C
Você treina regularmente, capricha na hidratação, malha, adora participar de provas e melhorar seus tempos, mas volta e meia é surpreendido com imunidade baixa e resfriado? Pode ser falta de vitamina C! Conhecida também como ácido ascórbico, é uma vitamina hidrossolúvel. Suas fontes naturais de alimentos estão na acerola, goiaba, caju, kiwi, morango, laranja, limão, mamão, fruta do conde, brócolis, pimentão, pimenta vermelha, couve, couve-flor, espinafre, ervilha, repolho, salsinha, alface, tomate, cenoura, mandioca e batata.
Vitamina D
Para garantir um bom nível de vitamina D no seu corpo e ter ossos saudáveis, a receita é bem simples: tome sol (com proteção), alimente-se adequadamente e pratique exercícios físicos.  É uma vitamina lipossolúvel, obtida principalmente através da luz solar (90% é sintetizada na pele humana pela radiação UV-B) e de fontes dietéticas (10%). Na dieta, poucos alimentos são fontes de vitamina D: óleo de fígado de bacalhau, gema de ovo, fígado, manteiga, peixes como arenque, salmão, cavala e, em menor quantidade, sardinha e atum.
Vitamina K
Você está praticando uma atividade física descalço e acaba tropeçando em uma pedra. Seu pé começa a sangrar, mas você quer ficar curado do corte logo. Se o nível de vitamina K do seu corpo estiver em equilíbrio, a coagulação sanguínea do ferimento vai ajudar no fim do sangramento. Essa é a principal característica do nutriente lipossolúvel. A forma predominante dela nos alimentos é a filoquinona (vitamina K1). Vegetais de folhas verde-escuras contêm maior teor de filoquinona e contribuem com 40-50% da ingestão total (espinafre, brócolis, repolho, alface). 
Vitamina B12
A B12 ou cobalamina é uma vitamina fundamental para o metabolismo do organismo. Ela é essencial para a integridade dos sistemas nervosos central e periférico. Além disso, a vitamina B12 participa da formação das hemácias e a sua deficiência pode causar a anemia megaloblástica. Quando é de origem autoimune com a ausência do fator intrínseco (substância produzida pelo estômago), essa anemia ganha o nome de perniciosa.
IMPORTÂNCIA DAS VITAMINAS E SAIS MINERAIS PARA A ATIVIDADE FÍSICA
Todos aqueles que fazem alguma atividade física mensalmente necessitam de vitaminas e sais minerais que os mantenham firmes para designar qualquer tipo de exercício. Esses mesmos nutrientes podem ser encontrados através de vários alimentos potencializadores da força. Consumir diversos vegetais, frutas, sementes, proteínas e óleos são indispensáveis. Somente esses terão poder ativador de formar músculos e ainda trazer força para o desempenho das atividades. Além disso, fazem com que o corpo funcione perfeitamente, bem como o organismo. As vitaminas desencadeiam benefícios como melhora funcionamento do organismo, reações metabólicas, sistema imunológico, rendimento de atletas e praticantes de exercício físico.
Quando colocamos nosso corpo a prova de atividade física, o mesmo por si só realiza o aumento da produção de radicais livres. Esses são responsáveis por roubar nossos elétrons das células saudáveis. Essa é uma maneira inteligente que eles conseguem permanecer mais tempo no corpo.
EXERCÍCIO DE APRENDIZAGEM
1.      O que são as vitaminas?
2.      Qual a diferença entre as vitaminas lipossolúveis e hidrossolúveis.
3.      O que é a avitaminose?
4.      Quais os benefícios das vitaminas?
5.      Explique os benefícios das seguintes vitaminas:
a)      Vitamina A
b)      Vitamina C
c)      Vitamina D
d)     Vitamina K
e)      Vitamina B12

6.      Qual a importância das vitaminas e sais minerais para um bom desempenho durante a atividade física?

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

ATIVIDADE DE PESQUISA 1º ANO A e 1º ANO D - 28/08/2017

FALANDO SOBRE A OBESIDADE NA ADOLESCÊNCIA

O QUE É OBESIDADE?
A obesidade se caracteriza por um excesso de tecido gorduroso em relação à massa magra (constituída pela musculatura, ossos e órgãos). O aumento de peso devido à retenção de líquido e aumento muscular não é considerado obesidade. A obesidade é responsável por uma série de complicações e prejuízos à saúde e pode interferir fortemente na autoestima e na adaptação social.

OBESIDADE NA ADOLESCÊNCIA
Segundo os últimos dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), é cada vez maior o número de jovens que sofrem do problema de excesso de peso. A obesidade é um problema que afeta qualquer tipo de pessoa e em qualquer idade, no entanto, devido ao estilo de vida que os jovens levam hoje em dia, é cada vez mais comum ver jovens a sofrer de obesidade na adolescência. Esse problema além de afetar todo o sistema de saúde do adolescente, vai ainda danificar um dos pontos mais fortes e mais importantes para a criação de um adulto com força para aguentar a vida: a autoestima. Um jovem que sofre esse tipo de problema vai ter uma autoestima relativamente baixa, com grandes dificuldades em fazer amizades ou manter a socialização a um nível que seja saudável, fazendo assim com que a vida adulta seja muito mais complicada de gerir, com a solidão e a falta de contatos a trazer-lhe inúmeros problemas.
A vida dos jovens é caracterizada por excessos, em vários sentidos, inclusive na comida “de plástico”, doces, biscoitos recheados e refrigerantes, terão como principal função a acumulação de gordura em excesso em algumas regiões do organismo. Essa gordura poderia ser eliminada através da prática rotineira de exercício físico, no entanto com o advento dos computadores e jogos eletrônicos o sedentarismo dos jovens passou a ser uma realidade comum. A obesidade na adolescência pode trazer várias consequências para o jovem que pode afetar o resto da vida, incluindo:
ü  Alterações da postura e até ortopédicas, com problemas de ossos (devido ao excesso de peso para o esqueleto formado);
ü  O surgimento da hipertensão arterial, o que nos jovens pode tornar-se muito complicado de controlar e detectar a tempo;
ü  Um enorme desconforto respiratório, devido ao esforço físico gerado em algumas situações diárias como, por exemplo, o deslocamento na subida de escadas ou mesmo no trajeto para a escola;
ü  Problemas dermatológicos, devido ao peso em excesso a pele acabará por tomar outras formas que dificilmente voltará ao normal sem ajuda de cirurgia estética;
ü  Vários problemas de saúde, nomeadamente o colesterol e triglicerídeos elevados, principalmente devido à má alimentação;
ü  Os inúmeros problemas psicossociais, frutos de uma baixa autoestima durante toda a adolescência, momento em que geralmente se fazem as amizades e o adolescente está em processo de formação da personalidade;
ü  Uma grande dificuldade em afastar a persistência da obesidade na idade adulta, pois os hábitos foram adotados e serão bastante complicados de esquecer completamente.

DIETA ORIENTAL x DIETA OCIDENTAL
Em comparação com a dieta oriental, os alimentos tipicamente ocidentais trazem inúmeros malefícios para a saúde. No Japão, o pouco consumo de produtos industrializados (com alto teor de gorduras trans) reduz a ingestão de sódio, farináceos e açúcar refinado, os principais causadores da obesidade e de doenças como diabetes e pressão alta. Além disso, os ácidos graxos saturados contidos nas frituras como por exemplo, o bacon e o hambúrguer, aumentam o risco de doenças cardíacas, provocando entupimento das artérias.
A cultura oriental se preocupa constantemente com os hábitos alimentares dos seus habitantes desde crianças. Através de programas educacionais e uma cultura muito forte ligada aos valores que vem da terra, alcançou o menor índice de obesidade do planeta com apenas 2% de indivíduos em obesidade.

FATORES QUE CONTRIBUEM PARA A OBESIDADE NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

GENÉTICOS
Normalmente a obesidade começa na infância, assim, os (as) filhos (as) de pais obesos possuem maiores probabilidades de se tornarem obesos (as). É na infância que ocorre o aumento no tamanho dos adipócitos, ou seja, a hipertrofia das células adiposas, bem como a hiperplasia, que é o aumento de células adiposas. A prevenção da obesidade na infância vai evitar que haja alteração nas células adiposas.

EXCESSO DE ALIMENTO
As calorias que são ingeridas e não consumidas pelo organismo, armazenam-se no tecido adiposo, em forma de gordura. Hábitos nutricionais familiares inadequados como alta ingestão de açúcar, doces, gorduras e lanches calóricos fazem parte do cotidiano de muitas crianças desde o início da infância. Um alto consumo de calorias leva a múltiplas implicações em longo prazo para a saúde.

FATORES ENDÓCRINOS
O metabolismo basal, quantidade de energia gasta pelo organismo em repouso, pode diminuir se ocorrer distúrbios hormonais na tireoide. Poderá haver aumento no tecido adiposo caso ocorra deficiência do hormônio de crescimento ou excesso de insulina.

FATORES PSICOLÓGICOS
É no campo psicoemocional, que ocorre a rejeição dos colegas, além da predisposição à depressão e de problemas de autoestima. A discriminação em razão das brincadeiras poderá causar frustrações, ansiedade e depressão, que poderão ocasionar distúrbios psicológicos.

INATIVIDADE FÍSICA
A falta de exercícios físicos é um dos principais fatores de risco para desenvolver a obesidade. É fundamental a participação da família, pois a prática da atividade física vai ocasionar o gasto das gorduras e das calorias ingeridas em excesso. O exercício físico irá aumentar a resistência aeróbica que proporcionará além da perda de peso a diminuição da frequência cardíaca, um maior fornecimento de oxigênio para o coração tanto em repouso como no exercício, melhoria da irrigação sanguínea além do fortalecimento dos ossos.

OBESIDADE E TRATAMENTO
O método para tratamento depende do nível da obesidade, condição geral de saúde e motivação para perder peso. O tratamento da obesidade pode incluir uma combinação de dieta, exercícios físicos, mudança de comportamento e algumas vezes remédios para emagrecer. Em alguns casos de obesidade severa, a cirurgia de redução de estômago (bariátrica) pode ser recomendada mediante avaliação médica. Lembre-se que o controle do peso é um esforço para toda a vida.

EXERCÍCIO DE APRENDIZAGEM
1)      O que é obesidade?
2)      Como a obesidade interfere na autoestima do adolescente.
3)      Cite alguns fatores responsáveis pelo aumento da obesidade na adolescência.
4)      Quais as consequências que a obesidade pode trazer na vida de um adolescente.
5)      Quais as principais diferenças entre as dietas oriental e ocidental.
6)      Quais os fatores que contribuem para a obesidade na infância e na adolescência.?
7)      Por que a prática de atividade física contribui no combate a obesidade na infância e na adolescência?

8)      Quais os principais tratamentos da obesidade?

domingo, 7 de maio de 2017

ATIVIDADE DE PESQUISA 3º ANO A E 3º ANO B - 08/05/2017

Copie as questões abaixo no seu caderno e busque as respostas na internet:

ATIVIDADE

1. O que são músculos voluntários? 
2. Como acontece a contração muscular? 
3. Qual a diferença entre halterofilismo e fisiculturismo? 
4. O que são esteroides anabolizantes? 
5. O que é a endorfina? 
6. Qual o papel do suor na regulação da temperatura corporal? 
7. O que é o ácido lático? 
8. O que provoca a cãibra?

ATIVIDADE DE ED. FÍSICA 1º ANO A - 08/05/2017

Leia os dois textos a seguir e responda as questões abaixo:
Clique no título do texto para visualizá-lo!

Texto 1 - Sobrepeso e obesidade atingem crianças e adolescentes cada vez mais cedo


EXERCÍCIO DE APRENDIZAGEM
Copie as questões no caderno e responda!

1. Por que o sobrepeso e a obesidade vêm ganhando destaque no cenário epidemiológico mundial?
2. De acordo com o texto, que fatores tem contribuído para o aumento do excesso de peso na população?
3. A obesidade pode ter causas genéticas? Justifique sua resposta.
4. Que relação pode ser estabelecida entre a alimentação e a identidade dos adolescentes?
5. Por que a nutrição deve ser uma questão familiar?
6. Que problemas são associados a obesidade na adolescência?

ATIVIDADE DE ARTE 1º ANO B - 08/05/2017

Arte indígena brasileira

Arte indígena brasileira é a arte produzida pelos povos nativos do Brasil, antes e depois da colonização portuguesa. Considerando a grande diversidade de tribos indígenas no Brasil, pode-se dizer que, em conjunto, elas se destacam na arte da cerâmica, do trançado e de enfeites no corpo.
A arte indígena é mais representativa das tradições da comunidade em que está inserida do que da personalidade do indivíduo que a faz. É por isso que os estilos da pintura corporal, do trançado e da cerâmica variam significativamente de uma tribo para outra.
Eles usam elementos naturais para realizar seus objetos: madeiras, caroços, fibras, palhas, cipós, sementes, cocos, couros, ossos, dentes, conchas e plumas.
As peças de cerâmica que se conservaram testemunham muitos costumes dos diferentes povos indígenas.
Na fase antes da chegada dos colonizadores destacam-se os marajoaras e os santarenos. Nas peças de Santarém, apresentam tamanho pequeno, porém bem trabalhado. Já nas peças Marajoaras, apresentam tamanho grande e normalmente contém pinturas de deuses ou animais, sempre contendo cores avermelhadas.
As máscaras indígenas são feitas com troncos de árvores, cabaças e palhas. São usadas geralmente em danças cerimoniais.
As cores mais usadas pelos índios para pintar seus corpos são o vermelho do urucum, o negro esverdeado do jenipapo e o branco da tabatinga.

Veja algumas imagens da arte indígena brasileira! 

EXERCÍCIO DE APRENDIZAGEM
Copie as questões no caderno e responda!

  1. Em que se destaca a arte indígena brasileira?
  2. Cite alguns elementos naturais usados pelos indígenas para realizar seus objetos.
  3. Quais dois grupos se destacaram antes da chegada dos colonizadores?
  4. De que são feitas as máscaras indígenas e quando são usadas?
  5. Cite as cores mais usadas pelos índios para pintar seus corpos.


domingo, 9 de abril de 2017

ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA

"A prática regular de atividade física sempre esteve ligada à imagem de pessoas saudáveis. Antigamente, existiam duas idéias que tentavam explicar a associação entre o exercício e a saúde: a primeira defendia que alguns indivíduos apresentavam uma predisposição genética à prática de exercício físico, já que possuíam boa saúde, vigor físico e disposição mental; a outra proposta dizia que a atividade física, na verdade, representava um estímulo ambiental responsável pela ausência de doenças, saúde mental e boa aptidão física. Hoje em dia sabe-se que os dois conceitos são importantes e se relacionam."

Introdução
Mas o que é atividade física? De acordo com Marcello Montti, atividade física é definida como um conjunto de ações que um indivíduo ou grupo de pessoas pratica envolvendo gasto de energia e alterações do organismo, por meio de exercícios que envolvam movimentos corporais, com aplicação de uma ou mais aptidões físicas, além de atividades mental e social, de modo que terá como resultados os benefícios à saúde.
No Brasil, o sedentarismo é um problema que vem assumindo grande importância. As pesquisas mostram que a população atual gasta bem menos calorias por dia, do que gastava há 100 anos, o que explica porque o sedentarismo afetaria aproximadamente 70% da população brasileira, mais do que a obesidade, a hipertensão, o tabagismo, o diabetes e o colesterol alto. O estilo de vida atual pode ser responsabilizado por 54% do risco de morte por infarto e por 50% do risco de morte por derrame cerebral, as principais causas de morte em nosso país. Assim, vemos como a atividade física é assunto de saúde pública.

Por que a preocupação com o sedentarismo?
Na grande maioria dos países em desenvolvimento, grupo do qual faz parte o Brasil, mais de 60% dos adultos que vivem em áreas urbanas não praticam um nível adequado de exercício físico. Esse problema fica mais claro quando levamos em conta os dados do censo de 2000, que mostram que 80% da população brasileira vive nas cidades.
Os indivíduos mais sujeitos ao sedentarismo são: mulheres, idosos, pessoas de nível sócio-econômico mais baixo e os indivíduos incapacitados. Observou-se que as pessoas reduzem, gradativamente, o nível de atividade física, a partir da adolescência.
Em todo o mundo observa-se um aumento da obesidade, o que se relaciona pelo menos em parte à falta da prática de atividades físicas. É o famoso estilo de vida moderno, no qual a maior parte do tempo livre é passado assistindo televisão, usando computadores, jogando videogames, etc.

Quais são os benefícios da atividade física?
A prática regular de exercícios físicos acompanha-se de benefícios que se manifestam sob todos os aspectos do organismo. Do ponto de vista músculo-esquelético, auxilia na melhora da força e do tônus muscular e da flexibilidade, fortalecimento dos ossos e das articulações. No caso de crianças, pode ajudar no desenvolvimento das habilidades psicomotoras.
Com relação à saúde física, observamos perda de peso e da porcentagem de gordura corporal, redução da pressão arterial em repouso, melhora do diabetes, diminuição do colesterol total e aumento do HDL-colesterol (o "colesterol bom"). Todos esses benefícios auxiliam na prevenção e no controle de doenças, sendo importantes para a redução da mortalidade associada a elas. Veja, a pessoa que deixa de ser sedentária e passa a ser um pouco mais ativa diminui o risco de morte por doenças do coração em 40%! Isso mostra que uma pequena mudança nos hábitos de vida é capaz de provocar uma grande melhora na saúde e na qualidade de vida.
Já no campo da saúde mental, a prática de exercícios ajuda na regulação das substâncias relacionadas ao sistema nervoso, melhora o fluxo de sangue para o cérebro, ajuda na capacidade de lidar com problemas e com o estresse. Além disso, auxilia também na manutenção da abstinência de drogas e na recuperação da auto-estima. Há redução da ansiedade e do estresse, ajudando no tratamento da depressão.
A atividade física pode também exercer efeitos no convívio social do indivíduo, tanto no ambiente de trabalho quanto no familiar.

Como é feita a escolha da atividade física adequada?
A escolha é feita individualmente, levando-se em conta os seguintes fatores:
       Preferência pessoal: o benefício da atividade só é conseguido com a prática regular da mesma, e a continuidade depende do prazer que a pessoa sente em realizá-la. Assim, não adianta indicar uma atividade que a pessoa não se sinta bem praticando.
       Aptidão necessária: algumas atividades dependem de habilidades específicas. Para conseguir realizar atividades mais exigentes, a pessoa deve seguir um programa de condicionamento gradual, começando de atividades mais leves.
       Risco associado à atividade: alguns tipos de exercícios podem associar-se a alguns tipos de lesão, em determinados indivíduos que já são predispostos.
para suas vidas. Ou seja, a adoção de hábitos saudáveis deriva,numa primeira instância, do acesso satisfatório a bens de consumo que proporcionam um estilo de vida tido como saudável (Gonçalves, 2004).
Entre os comportamentos ditos como saudáveis na sociedade contemporânea destacam-se:
·         Adotar hábitos alimentares que respeitem as necessidades biológicas de regularidade de ingestão de nutrientes (distribuir a quantidade total de alimentos ingeridos em várias refeições ao longo do dia);
·         Respeitar as necessidades específicas de nutrientes para cada etapa da vida (considerar as demandas por vitaminas, minerais, água, carboidratos, lipídeos ou proteínas de acordo com o estado fisiológico, por exemplo, adolescentes, gestantes, atletas e crianças);
·         Praticar atividade física apropriada à própria condição fisiológica e com regularidade;
·         Controlar o estresse físico e emocional com técnicas específicas às expectativas e os objetivos de cada pessoa;
·         Envolver-se em ações comunitárias estabelecendo laços de apoio e convívio familiar e social;
·         Dedicar-se ao lazer não-sedentário, baseado em ações que envolvam atividade esportiva, hobbies ou trabalho voluntário.
Para finalizar devemos ressaltar que a prática de atividade física deve ser sempre indicada e acompanhada por profissional qualificado, incluindo médicos, fisioterapeutas e profissionais de educação física. Caso sinta algo diferente é mandatório informar ao responsável. Outro ponto importante, que não deve ser esquecido, é a adoção de uma alimentação saudável, rica em frutas, legumes, verduras e fibras. Prefira o consumo de carnes grelhadas ou preparadas com pouca gordura. Evite o consumo excessivo de doces, comidas congeladas e os famosos lanches de "fast-foods". E lembre-se: beba muito líquido (de preferência água e sucos naturais).
A atividade física consiste em exercícios bem planejados e bem estruturados, realizados repetitivamente. Eles conferem benefícios aos praticantes e têm seus riscos minimizados através de orientação e controle adequados. Esses exercícios regulares aumentam a longevidade, melhoram o nível de energia, a disposição e a saúde de um modo geral. Afetam de maneira positiva o desempenho intelectual, o raciocínio, a velocidade de reação, o convívio social. O que isso quer dizer? Há uma melhora significativa da sua qualidade de vida!
O que precisamos ressaltar é o investimento contínuo no futuro, a partir do qual as pessoas devem buscar formas de se tornarem mais ativas no seu dia-a-dia, como subir escadas, sair para dançar, praticar atividades como jardinagem, lavagem do carro, passeios no parque. A palavra de ordem é MOVIMENTO.

EXERCÍCIO DE APRENDIZAGEM

1. O que é atividade física?
2.  O que é sedentarismo? Quais são as consequências desta condição?
3. Qual é a realidade brasileira em relação ao sedentarismo?
4.  Quais são os benefícios da atividade física para a saúde?
5.  Como é feita a escolha da atividade física adequada?
6. Cite alguns comportamentos saudáveis que podemos adotar para melhorar a qualidade de vida?
7. Como deve ser organizado um programa de atividade física?
8.  Cite algumas recomendações importantes antes da prática regular de atividade física?

1

quarta-feira, 15 de junho de 2016

ATIVIDADE SOBRE JOGOS OLÍMPICOS

1. Faça um breve resumo sobre a origem dos Jogos Olímpicos da antiguidade.
2. O que era os Jogos Pan-Helênicos?
3. Quais os principais critérios para a participação dos Jogos Olímpicos da antiguidade?
4. Quais os esportes faziam parte dos Primeiros Jogos Olímpicos da antiguidade?
5. Por qual motivo os Jogos Olímpicos da antiguidade deixaram de ser celebrados?
6. Explique como foi organizado os Jogos Olímpicos da era moderna? 
7. Faça uma análise sobre a participação das mulheres nos Primeiros Jogos Olímpicos da antiguidade até a primeira edição dos Jogos Olímpicos da era moderna?
8. O esporte já existia e era praticado por diversos povos mais antigos que os gregos. O espírito de competição foi uma criação exclusivamente grega e constituiu um dos maiores legados à humanidade. Cite os princípios fundamentais para o desenvolvimento dos valores esportivos que compõem a filosofia do Olimpismo.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

20/11 - FORMAÇÃO PARA A CIDADANIA 2º ANO C

Novembro Azul: Mês de Conscientização sobre o Câncer de Próstata

Estamos em novembro, mês em que o mundo se une em prol da luta contra o câncer de próstata. Mas, qual a importância de discutir o assunto? Os números nos dão a resposta.

Dados do Instituto Nacional de Câncer (INCA) mostram que, no Brasil, o câncer de próstata é o segundo tipo mais comum entre os homens (perde apenas para o câncer de pele não melanoma). As estimativas do INCA, para 2014/2015, são de cerca de 68.800 novos casos de câncer de próstata no país.

Em 2011, 13.129 mil brasileiros morreram em decorrência da doença. Em valores absolutos, é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. O câncer de próstata é a segunda principal causa de morte por câncer em homens, seguido apenas pelo câncer de pulmão. Cerca de 1 homem em 36 morrerá de câncer de próstata.

O câncer de próstata ocorre principalmente em homens mais velhos. Cerca de 6 em cada 10 casos são diagnosticados em homens com mais de 65 anos, sendo raro antes dos 40 anos. A média de idade no momento do diagnóstico é de cerca de 66 anos. Desta forma, recomenda-se que a prevenção passe a ser feita a partir dos 45 anos se existe risco elevado para o surgimento do câncer, ou seja, casos de câncer de próstata na família. Se não existem, o homem deve visitar o urologista anualmente a partir dos 50 anos e realizar o exame de toque e de PSA, principais meios para detectar a doença precocemente, quando as chances de cura são maiores e os tratamentos, menos invasivos. Converse sempre com seu urologista sobre o tema, tirando dúvidas e quebrando preconceitos. Lembre-se que a detecção precoce pode salvar a sua vida!

O exame físico (de toque) é realizado pelo médico e dura apenas 10 segundos! Tem como objetivo analisar a consistência da próstata, o tamanho e se existem lesões palpáveis através do reto na glândula. Esse exame ainda gera muita polêmica e, talvez por isso, a conscientização sobre a gravidade da doença seja tão necessária. É preciso acabar com o preconceito que ainda existe em muitos homens.

O exame de toque, junto com o PSA, deve ser feito anualmente, como rotina. É fundamental que todo homem entenda que a saúde deve ser colocada em primeiro lugar, acima de qualquer construção cultural que possa levar ao preconceito.

A fim de alertar o público masculino sobre a importância do autocuidado em saúde e governantes sobre a necessidade de priorizar políticas públicas voltadas à saúde do homem, surgiram diversos movimentos ao redor do globo – o Novembro Azul é um dos mais conhecidos.


O movimento surgiu na Austrália, em 2003. Novembro foi escolhido como mês oficial de conscientização sobre o câncer de próstata, pois 17/11 é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. O "Azul” veio da cor oficial usada como símbolo de combate à doença. Surgiu assim o Novembro Azul, movimento que prioriza ações de conscientização sobre a neoplasia.


RESPONDA:

1. O que é o Novembro Azul?
3. Por que o mês de novembro foi escolhido como mês oficial de conscientização dessa doença?
3. Quais são os símbolos utilizados no combate à doença?
4. A partir de que idade o homem deve começar a fazer a prevenção?
5. Quais exames devem ser realizados para se detectar precocemente a doença?
6. O câncer de próstata é a segunda principal causa de morte por câncer em homens. Qual a explicação disso?
7. Em sua opinião, quais são os principais obstáculos para à prevenção?