quarta-feira, 25 de outubro de 2017

ATIVIDADE DE PESQUISA - 2º A

1.       O que é anabolismo e catabolismo?
2.       O que é o Crossfit?
3.       O que são indivíduos mesomorfo, ectomorfo ou endomorfo?
4.       Qual a diferença entre anabolizantes e suplementos alimentares?
5.       Qual a importância do alongamento e aquecimento antes da musculação?
6.       Quais alimentos devem ser consumidos antes e depois da musculação?
7.       O que é o ácido lático?
8.       Qual a importância da alimentação no processo de construção de massa muscular?




segunda-feira, 23 de outubro de 2017

MUSCULAÇÃO

CONCEITO
A musculação é uma atividade física versátil, geralmente com a utilização de pesos nos treinos. Não pode ser considerado um esporte, mas é um instrumento para o condicionamento físico das pessoas, sejam atletas ou não.
A musculação é a base de esportes como o fisiculturismo (musculação de competição) e o levantamento de peso (básico e olímpico). Além disso, atletas de inúmeras modalidades utilizam a musculação para o preparo físico específico em seus esportes.

HISTÓRIA DA MUSCULAÇÃO
Segundo Leighton (1986), a mitologia grega relata que houve um homem chamado Milo, que vivia em Crotona, que queria se tomar o homem mais forte de toda a Grécia, e para tal fato ele realizava seus treinamentos carregando um bezerro nas costas. À medida que o bezerro ia crescendo, Milo ia ficando mais forte, a ponto do bezerro virar um touro e Milo carregá-lo nos ombros.
A musculação como forma de competição onde se exibia os músculos tem como dado oficial o registro da primeira competição em 1901 em Londres. Possivelmente tenham existidos outros campeonatos, mas este é o que parece que deu início oficial ao esporte. Esta competição foi intitulada: "O Físico mais Fabuloso do Mundo" e foi idealizada e realizado por Eugene Sandow e contou com 156 atletas. O vencedor foi Willian Murray, que mais tarde se tornou ator, cantor e músico, tendo criado números artísticos com atletas que imitavam gladiadores, junto com estes eventos criou campeonatos de Musculação na Inglaterra.

TIPOS DE MÚSCULOS
Músculo Cardíaco: Como o nome já diz, é o músculo que compõe inteiramente nosso coração, é responsável pelos movimentos involuntários de contração e descontração que gera o bombeamento de sangue para todo nosso organismo.
Músculo Liso: Esse tipo de tecido muscular é mais comumente encontrado em órgãos internos de nosso corpo, como por exemplo: no estômago, bexiga entre outros. Responsáveis pela digestão e excreção respectivamente no exemplo dado.
Músculo Esquelético: é inervado pelo sistema nervoso central e, como este se encontra em parte sob controle consciente, chama-se músculo voluntário. As contrações do músculo esquelético permitem os movimentos dos diversos ossos e cartilagens do esqueleto.
O QUE SÃO FIBRAS MUSCULARES
Fibras musculares são estruturas que se localizam internamente aos músculos.
Cada músculo do corpo é formado pelas chamadas fibras musculares que podem ser rápidas, lentas e outras com características intermediárias entre as rápidas e lentas.
Tipos de fibras musculares
TIPO I: Contração muscular lenta, utiliza o oxigênio como principal fonte de energia, são altamente resistente  a fadiga, pouca hipertrofia muscular e são mais apropriadas a exercícios de longa duração
TIPO II: Contração muscular rápida, geram movimentos rápidos e poderosos, fadigam rapidamente e facilitam o ganho de massa muscular. Dividi-se em:
IIA: Fibra intermediária (atividades de força, velocidade e resistência).
IIB: Atividades de força com pouca resistência.

HIPERTROFIA E HIPERPLASIA
Hipertrofia é um processo que ocorre a nível celular e esta vinculado ao aumento do tamanho e do volume das células. Portanto quando você sofre hipertrofia, você não desenvolve células musculares novas, apenas aumenta as já existentes de tamanho.
Na hiperplasia ao invés de aumentar o volume celular, o que acontece é um aumento do número de células. Com a hiperplasia, novas células são produzidas e o que aumenta é a cisão longitudinal das fibras, dividindo linearmente as fibras em duas.


CUIDADOS ANTES COMEÇAR A FAZER MUSCULAÇÃO
·         Alongue seu corpo de uma forma geral, mas dê ênfase à parte que será exercitada.
·         Faça um pequeno aquecimento (correndo ou caminhando) por pelo menos 10 minutos.
·         Não exagere na carga dos aparelhos na primeira série de cada exercício.
·         Tente fazer movimentos suaves, iguais e repetidos, sem impactos grandes e em determinado ritmo.
·         Aumente o peso do exercício apenas se você conseguir fazer mais repetições do que o seu professor indicou.
·         Não exagere na carga dos aparelhos, pois poderão surgir problemas de postura e dores musculares.
·         Atente para o intervalo recomendado pelo seu professor durante as séries de exercícios.
·         Beba água quando puder.
·         Alongue após o treino, a fim de evitar dores e lesões musculares posteriores.

OVERTRAINING
Overtraining é o termo usado para designar um excesso de treinamento. Ocorre quando a pessoa treina de forma inadequada, não respeitando os intervalos ou tempo de recuperação. Este exagero poderia ser evitado com um bom planejamento em relação a volume, intensidade e pausas de recuperação dos treinos.

O QUE É TREINAMENTO FUNCIONAL?
O treinamento funcional se baseia nos movimentos naturais do ser humano, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar. O praticante ganha força, equilíbrio, flexibilidade, condicionamento, resistência e agilidade. Ele tira a pessoa dos movimentos mecânicos e eixos definidos ou isolados, como acontece na musculação. Por isso, virou uma alternativa para quem estava cansado dos exercícios mais tradicionais na academia. 
Para trabalhar a musculatura profunda, são utilizados acessórios como elásticos, cordas, bolas, cones, discos e hastes. É um método que ajuda a prevenir lesões, gera melhorias cardiovasculares, a redução do percentual de gordura, emagrecimento e definição muscular. 


BENEFÍCIOS DA MUSCULAÇÃO
·         Tonificação muscular
·         Auxilia na prevenção de osteoporose
·         Aumento da força
·         Melhora o sistema imunológico
·         Diminui os riscos de adquirir diabetes
·         Melhora da autoestima
·         Diminuição de gordura corporal
·         Correção da postura
·         Acelera o metabolismo

DICAS PARA MELHORAR OS RESULTADOS DE SEU TREINO
·         Treine com regularidade
·         Divida o treino em grupos musculares
·         Nenhum músculo cresce se o corpo não estiver bem alimentado
·         Os músculos crescem se sobrecarregados, não por fadiga ou inchaço
·         É preciso repouso para os músculos crescerem


EXERCÍCIO DE APRENDIZAGEM
1. Qual o conceito de musculação.
2. Faça um breve resumo da história da musculação.
3. Quais os tipos de músculos?
4. O que são as fibras musculares?
5. Quais os tipos de fibras musculares?
6. Qual a diferença entre hipertrofia e hiperplasia?
7. Cite alguns cuidados que devemos ter antes de começar a fazer musculação?
8. O que é overtraining?
9. O que é treinamento funcional?
10. Cite alguns benefícios que a musculação proporciona a nossa saúde?




sexta-feira, 13 de outubro de 2017

ATIVIDADE 1º B - 19/10

ATIVIDADE DE PESQUISA
1.Explique o que é  Esporte educação, Esporte participação e Esporte rendimento.
2.Que valores podem ser aprendidos através da prática esportiva.
3.Defina o que significa "fair play" no esporte.
4.Qual a diferença entre esporte cooperativo e esporte competitivo?
5.Quais os benefícios da prática esportiva?
6.O que é esporte adaptado?
7.Qual a importância do esporte adaptado para seus praticantes?
8.O que é as paralímpiadas?

domingo, 27 de agosto de 2017

ATIVIDADE DE PESQUISA - 3º ANO A e 3º B - 28/08/2017

CONHEÇA AS VITAMINAS ESSENCIAIS PARA SUA SAÚDE
As vitaminas são nutrientes importantes para o nosso organismo. São de extrema importância para o seu bom funcionamento, principalmente porque ajudam a evitar muitas doenças. Esse grupo de nutrientes orgânicos promove o bem-estar físico e mental. Como não são fabricadas pelo nosso corpo, precisamos saber quais suas funções e em quais alimentos encontrá-las. São ainda, classificadas em lipossolúveis e hidrossolúveis, de acordo com suas capacidades de se dissolverem em água ou óleo.
Vitaminas Lipossolúveis: possuem facilidade na absorção, transitam pelo sistema e são eliminadas pela urina. Logo, não são armazenadas, exceto a vitamina B12 que é retida no fígado. (são solúveis em gordura). Quais são? Vitaminas A, D, E, K.
Vitaminas Hidrossolúveis: nesse caso, o organismo utiliza o que necessita e elimina o excesso. (são solúveis em água). Quais são? Vitamina C e Vitaminas do complexo B.
A falta de vitaminas, ou avitaminose, é a carência de vitaminas no corpo causada pela má absorção do organismo ou pela falta de ingestão vitamínica em forma de alimento ou suplemento. As vitaminas são necessárias para o bom funcionamento do corpo humano e estão presente nos alimentos em geral, mas especialmente nas frutas e legumes.
A melhor maneira de consumir todas as vitaminas necessárias para o bom funcionamento do corpo é fazer uma alimentação saudável e variada, de preferência incluindo alimentos frescos e biológicos. A suplementação vitamínica com comprimidos também é uma alternativa para prevenir ou tratar a falta de vitaminas e suas consequências (embora o consumo de complexos vitamínicos não devam substituir uma boa alimentação, nem ser consumido sem orientação e supervisão médica).
Benefícios das Vitaminas
ü  Melhora a pele e mucosas.
ü  Age sobre o sistema nervoso, trabalhando o metabolismo dos açúcares, das gorduras e das proteínas.
ü  Fornece energia ao organismo.
ü  Melhora a oxigenação celular.
ü  Ajuda nos processos de cura e rejuvenescimento.
ü  Age nos glóbulos vermelhos, células nervosas, no equilíbrio hormonal e na beleza da pele.
ü  Age sobre o tecido conjuntivo, tem poder desintoxicante, combate o stress e também como antibiótico natural.
ü  Auxilia na cura de doenças e infecções.
Conheça cinco vitaminas fundamentais para boa saúde e funções do corpo:
Vitamina A
Se você quer praticar esportes, ter ossos saudáveis, enxergar perfeitamente, possuir um sorriso bonito, com dentes fortes e ainda proteger a sua pele dos radicais livres, tem que consumir vitamina A. Conhecida também como retinol, o nutriente é uma vitamina lipossolúvel essencial para a visão, e pode ser obtida através da alimentação saudável. Ela apresenta duas categorias: a de origem animal é encontrada em produtos como fígado, leite e derivados, ovo (gema) e peixe. Já a vegetal está presente no azeite de dendê, frutas e vegetais amarelos e laranjas (batata doce, abóbora, cenoura, manga), além das folhas verde escuras (alfafa, folhas de mostarda, bertalha, couve, brócolis, escarola, espinafre).
Vitamina C
Você treina regularmente, capricha na hidratação, malha, adora participar de provas e melhorar seus tempos, mas volta e meia é surpreendido com imunidade baixa e resfriado? Pode ser falta de vitamina C! Conhecida também como ácido ascórbico, é uma vitamina hidrossolúvel. Suas fontes naturais de alimentos estão na acerola, goiaba, caju, kiwi, morango, laranja, limão, mamão, fruta do conde, brócolis, pimentão, pimenta vermelha, couve, couve-flor, espinafre, ervilha, repolho, salsinha, alface, tomate, cenoura, mandioca e batata.
Vitamina D
Para garantir um bom nível de vitamina D no seu corpo e ter ossos saudáveis, a receita é bem simples: tome sol (com proteção), alimente-se adequadamente e pratique exercícios físicos.  É uma vitamina lipossolúvel, obtida principalmente através da luz solar (90% é sintetizada na pele humana pela radiação UV-B) e de fontes dietéticas (10%). Na dieta, poucos alimentos são fontes de vitamina D: óleo de fígado de bacalhau, gema de ovo, fígado, manteiga, peixes como arenque, salmão, cavala e, em menor quantidade, sardinha e atum.
Vitamina K
Você está praticando uma atividade física descalço e acaba tropeçando em uma pedra. Seu pé começa a sangrar, mas você quer ficar curado do corte logo. Se o nível de vitamina K do seu corpo estiver em equilíbrio, a coagulação sanguínea do ferimento vai ajudar no fim do sangramento. Essa é a principal característica do nutriente lipossolúvel. A forma predominante dela nos alimentos é a filoquinona (vitamina K1). Vegetais de folhas verde-escuras contêm maior teor de filoquinona e contribuem com 40-50% da ingestão total (espinafre, brócolis, repolho, alface). 
Vitamina B12
A B12 ou cobalamina é uma vitamina fundamental para o metabolismo do organismo. Ela é essencial para a integridade dos sistemas nervosos central e periférico. Além disso, a vitamina B12 participa da formação das hemácias e a sua deficiência pode causar a anemia megaloblástica. Quando é de origem autoimune com a ausência do fator intrínseco (substância produzida pelo estômago), essa anemia ganha o nome de perniciosa.
IMPORTÂNCIA DAS VITAMINAS E SAIS MINERAIS PARA A ATIVIDADE FÍSICA
Todos aqueles que fazem alguma atividade física mensalmente necessitam de vitaminas e sais minerais que os mantenham firmes para designar qualquer tipo de exercício. Esses mesmos nutrientes podem ser encontrados através de vários alimentos potencializadores da força. Consumir diversos vegetais, frutas, sementes, proteínas e óleos são indispensáveis. Somente esses terão poder ativador de formar músculos e ainda trazer força para o desempenho das atividades. Além disso, fazem com que o corpo funcione perfeitamente, bem como o organismo. As vitaminas desencadeiam benefícios como melhora funcionamento do organismo, reações metabólicas, sistema imunológico, rendimento de atletas e praticantes de exercício físico.
Quando colocamos nosso corpo a prova de atividade física, o mesmo por si só realiza o aumento da produção de radicais livres. Esses são responsáveis por roubar nossos elétrons das células saudáveis. Essa é uma maneira inteligente que eles conseguem permanecer mais tempo no corpo.
EXERCÍCIO DE APRENDIZAGEM
1.      O que são as vitaminas?
2.      Qual a diferença entre as vitaminas lipossolúveis e hidrossolúveis.
3.      O que é a avitaminose?
4.      Quais os benefícios das vitaminas?
5.      Explique os benefícios das seguintes vitaminas:
a)      Vitamina A
b)      Vitamina C
c)      Vitamina D
d)     Vitamina K
e)      Vitamina B12

6.      Qual a importância das vitaminas e sais minerais para um bom desempenho durante a atividade física?

quarta-feira, 9 de agosto de 2017

ATIVIDADE DE PESQUISA 1º ANO A e 1º ANO D - 28/08/2017

FALANDO SOBRE A OBESIDADE NA ADOLESCÊNCIA

O QUE É OBESIDADE?
A obesidade se caracteriza por um excesso de tecido gorduroso em relação à massa magra (constituída pela musculatura, ossos e órgãos). O aumento de peso devido à retenção de líquido e aumento muscular não é considerado obesidade. A obesidade é responsável por uma série de complicações e prejuízos à saúde e pode interferir fortemente na autoestima e na adaptação social.

OBESIDADE NA ADOLESCÊNCIA
Segundo os últimos dados da OMS (Organização Mundial de Saúde), é cada vez maior o número de jovens que sofrem do problema de excesso de peso. A obesidade é um problema que afeta qualquer tipo de pessoa e em qualquer idade, no entanto, devido ao estilo de vida que os jovens levam hoje em dia, é cada vez mais comum ver jovens a sofrer de obesidade na adolescência. Esse problema além de afetar todo o sistema de saúde do adolescente, vai ainda danificar um dos pontos mais fortes e mais importantes para a criação de um adulto com força para aguentar a vida: a autoestima. Um jovem que sofre esse tipo de problema vai ter uma autoestima relativamente baixa, com grandes dificuldades em fazer amizades ou manter a socialização a um nível que seja saudável, fazendo assim com que a vida adulta seja muito mais complicada de gerir, com a solidão e a falta de contatos a trazer-lhe inúmeros problemas.
A vida dos jovens é caracterizada por excessos, em vários sentidos, inclusive na comida “de plástico”, doces, biscoitos recheados e refrigerantes, terão como principal função a acumulação de gordura em excesso em algumas regiões do organismo. Essa gordura poderia ser eliminada através da prática rotineira de exercício físico, no entanto com o advento dos computadores e jogos eletrônicos o sedentarismo dos jovens passou a ser uma realidade comum. A obesidade na adolescência pode trazer várias consequências para o jovem que pode afetar o resto da vida, incluindo:
ü  Alterações da postura e até ortopédicas, com problemas de ossos (devido ao excesso de peso para o esqueleto formado);
ü  O surgimento da hipertensão arterial, o que nos jovens pode tornar-se muito complicado de controlar e detectar a tempo;
ü  Um enorme desconforto respiratório, devido ao esforço físico gerado em algumas situações diárias como, por exemplo, o deslocamento na subida de escadas ou mesmo no trajeto para a escola;
ü  Problemas dermatológicos, devido ao peso em excesso a pele acabará por tomar outras formas que dificilmente voltará ao normal sem ajuda de cirurgia estética;
ü  Vários problemas de saúde, nomeadamente o colesterol e triglicerídeos elevados, principalmente devido à má alimentação;
ü  Os inúmeros problemas psicossociais, frutos de uma baixa autoestima durante toda a adolescência, momento em que geralmente se fazem as amizades e o adolescente está em processo de formação da personalidade;
ü  Uma grande dificuldade em afastar a persistência da obesidade na idade adulta, pois os hábitos foram adotados e serão bastante complicados de esquecer completamente.

DIETA ORIENTAL x DIETA OCIDENTAL
Em comparação com a dieta oriental, os alimentos tipicamente ocidentais trazem inúmeros malefícios para a saúde. No Japão, o pouco consumo de produtos industrializados (com alto teor de gorduras trans) reduz a ingestão de sódio, farináceos e açúcar refinado, os principais causadores da obesidade e de doenças como diabetes e pressão alta. Além disso, os ácidos graxos saturados contidos nas frituras como por exemplo, o bacon e o hambúrguer, aumentam o risco de doenças cardíacas, provocando entupimento das artérias.
A cultura oriental se preocupa constantemente com os hábitos alimentares dos seus habitantes desde crianças. Através de programas educacionais e uma cultura muito forte ligada aos valores que vem da terra, alcançou o menor índice de obesidade do planeta com apenas 2% de indivíduos em obesidade.

FATORES QUE CONTRIBUEM PARA A OBESIDADE NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

GENÉTICOS
Normalmente a obesidade começa na infância, assim, os (as) filhos (as) de pais obesos possuem maiores probabilidades de se tornarem obesos (as). É na infância que ocorre o aumento no tamanho dos adipócitos, ou seja, a hipertrofia das células adiposas, bem como a hiperplasia, que é o aumento de células adiposas. A prevenção da obesidade na infância vai evitar que haja alteração nas células adiposas.

EXCESSO DE ALIMENTO
As calorias que são ingeridas e não consumidas pelo organismo, armazenam-se no tecido adiposo, em forma de gordura. Hábitos nutricionais familiares inadequados como alta ingestão de açúcar, doces, gorduras e lanches calóricos fazem parte do cotidiano de muitas crianças desde o início da infância. Um alto consumo de calorias leva a múltiplas implicações em longo prazo para a saúde.

FATORES ENDÓCRINOS
O metabolismo basal, quantidade de energia gasta pelo organismo em repouso, pode diminuir se ocorrer distúrbios hormonais na tireoide. Poderá haver aumento no tecido adiposo caso ocorra deficiência do hormônio de crescimento ou excesso de insulina.

FATORES PSICOLÓGICOS
É no campo psicoemocional, que ocorre a rejeição dos colegas, além da predisposição à depressão e de problemas de autoestima. A discriminação em razão das brincadeiras poderá causar frustrações, ansiedade e depressão, que poderão ocasionar distúrbios psicológicos.

INATIVIDADE FÍSICA
A falta de exercícios físicos é um dos principais fatores de risco para desenvolver a obesidade. É fundamental a participação da família, pois a prática da atividade física vai ocasionar o gasto das gorduras e das calorias ingeridas em excesso. O exercício físico irá aumentar a resistência aeróbica que proporcionará além da perda de peso a diminuição da frequência cardíaca, um maior fornecimento de oxigênio para o coração tanto em repouso como no exercício, melhoria da irrigação sanguínea além do fortalecimento dos ossos.

OBESIDADE E TRATAMENTO
O método para tratamento depende do nível da obesidade, condição geral de saúde e motivação para perder peso. O tratamento da obesidade pode incluir uma combinação de dieta, exercícios físicos, mudança de comportamento e algumas vezes remédios para emagrecer. Em alguns casos de obesidade severa, a cirurgia de redução de estômago (bariátrica) pode ser recomendada mediante avaliação médica. Lembre-se que o controle do peso é um esforço para toda a vida.

EXERCÍCIO DE APRENDIZAGEM
1)      O que é obesidade?
2)      Como a obesidade interfere na autoestima do adolescente.
3)      Cite alguns fatores responsáveis pelo aumento da obesidade na adolescência.
4)      Quais as consequências que a obesidade pode trazer na vida de um adolescente.
5)      Quais as principais diferenças entre as dietas oriental e ocidental.
6)      Quais os fatores que contribuem para a obesidade na infância e na adolescência.?
7)      Por que a prática de atividade física contribui no combate a obesidade na infância e na adolescência?

8)      Quais os principais tratamentos da obesidade?

domingo, 7 de maio de 2017

ATIVIDADE DE PESQUISA 3º ANO A E 3º ANO B - 08/05/2017

Copie as questões abaixo no seu caderno e busque as respostas na internet:

ATIVIDADE

1. O que são músculos voluntários? 
2. Como acontece a contração muscular? 
3. Qual a diferença entre halterofilismo e fisiculturismo? 
4. O que são esteroides anabolizantes? 
5. O que é a endorfina? 
6. Qual o papel do suor na regulação da temperatura corporal? 
7. O que é o ácido lático? 
8. O que provoca a cãibra?

ATIVIDADE DE ED. FÍSICA 1º ANO A - 08/05/2017

Leia os dois textos a seguir e responda as questões abaixo:
Clique no título do texto para visualizá-lo!

Texto 1 - Sobrepeso e obesidade atingem crianças e adolescentes cada vez mais cedo


EXERCÍCIO DE APRENDIZAGEM
Copie as questões no caderno e responda!

1. Por que o sobrepeso e a obesidade vêm ganhando destaque no cenário epidemiológico mundial?
2. De acordo com o texto, que fatores tem contribuído para o aumento do excesso de peso na população?
3. A obesidade pode ter causas genéticas? Justifique sua resposta.
4. Que relação pode ser estabelecida entre a alimentação e a identidade dos adolescentes?
5. Por que a nutrição deve ser uma questão familiar?
6. Que problemas são associados a obesidade na adolescência?